Etiqueta Profissional: Mais do que comer com os talheres certos.

Etiqueta Profissional: Mais do que comer com os talheres certos.

As pessoas são um fator chave no seu próprio sucesso pessoal e profissional. Muitas alianças potenciais e rentáveis têm sido perdidas por causa de uma não intencional violação nas boas maneiras. Etiqueta profissional é feita de coisas muito mais importantes do que comer com os talheres adequados quando se almoça com um cliente. Infelizmente, na percepção dos outros o diabo mora nos detalhes. As pessoas podem sentir que, se você não é confiável o suficiente para não se embaraçar em situações profissionais e sociais, você talvez, não tenha o autocontrole necessário para ser bom no que faz.

Etiqueta é apresentar- se com um polimento que mostra que você pode ser levado a sério e sentir se confortável entre as pessoas.

A maior parte do mau comportamento que achamos desrespeitador, descortês ou indelicado não é intencional e pode ser evitado praticando-se etiqueta e boas maneiras. Se sempre achássemos que as experiência negativas que tivemos com alguém não foram propositadas e que poderiam ser facilmente reparadas e mantivéssemos uma cabeça aberta e comunicação honesta , as coisas rolariam mais facilmente nas relações interpessoais.

Existem muitas regras escritas ou não e guias de etiqueta e, certamente cabe a um profissional aprende-las, mas o problema é que não há uma forma de saber todas elas. Esta guia tem nuances de dificuldade, dependendo da empresa, cultura local e as necessidades da situação. As possibilidades de se dar um passo em falso são ilimitadas e existe chances de cedo ou tarde você cometer um erro. Mas, você pode minimizá-los, recuperando-se rapidamente, e evitando causar uma má impressão tendo consideração e atenção com as preocupações dos outros, e aderindo as regras básicas da etiqueta. Quando em dúvida adote o básico.

O mais importante é lembrar – se de ser cortês e preocupar-se com as pessoas a sua volta, sem levar em consideração a situação. Leve em conta os sentimentos das pessoas, seja firme nas suas convicções o mais diplomaticamente possível. Quando houver conflitos, fixe-se na situação relatada mais do que na pessoa relatada.

Pode soar simplista, mas, as qualidades que nós mais admiramos em pessoas em posição de liderança, são aquelas que nós mais trabalhamos duro para incutir em nossas crianças.

Fonte : Ravenwerks – Global Ethics, Etiquette and Effectiveness

Lilian Riskalla - VSV MAGAZINE