Netiqueta ou como se portar usando os recursos da tecnologia

Claudio R. S. Pucci

Por mais que existam pessoas que afirmem conseguir viver sem internet ou celular, no mundo corporativo essas ferramentas são fundamentais para o sucesso profissional. E-mail, mensageiros eletrônicos, telefone fixo e celular etc fazem parte do cotidiano das empresas e mesmo a utilização dessas ferramentas exigem a prática de algumas regras de etiqueta e educação, já que muita gente ainda as consideram “terra de ninguém”, segundo a consultora de imagem Lilian Riskalla.

Assim, reunimos algumas dicas básicas para que você seja encarado como um profissional consciente e maduro, mesmo se seu interlocutor não esteja no mesmo local que você.

Ao atender ou receber ligações

Se você tiver de fazer alguém esperar ao telefone, não o faça por mais de um minuto.

Se você não pode atender a ligação ou continuar a conversa, explique o que ocorre e ligue de volta.

Ao fazer uma ligação, espere o telefone tocar pelo menos cinco vezes. E é de bom tom, depois de se identificar, perguntar se o momento é conveniente para a conversa e em caso de resposta negativa, agende um horário para a ligação.

Em conversas profissionais, nunca fale fumando ou mascando chiclete.

Ligações por celular

Regra básica e ignorada pela maioria das pessoas: não se fala ao celular dentro de um elevador. Ninguém é obrigado a compartilhar seu papo.

Em almoços, jantares ou eventos de negócios, não se coloca o celular sobre a mesa. E em eventos, desliga-se o aparelho. Sempre.

Ninguém gosta quando a ligação cai em caixa postal, mas é a única maneira da outra pessoa saber quem ligou e retornar a chamada.

Mensagens de texto podem parecer funcionais, mas em assuntos profissionais não são eficientes. Use-as apenas como lembretes.

Cuidado com toques engraçadinhos, sejam eles barulhos ou músicas estranhas. No ambiente de trabalho opte por sons neutros.

Só peça o celular de alguém emprestado se for caso de vida ou morte e nunca, em hipótese alguma, atenda o celular alheio. Mesmo quando a outra pessoa permite, não é conveniente a ninguém.

Internet

No local de trabalho, a web é exclusiva a assuntos profissionais. Não fique navegando em sites suspeitos, de jogos ou salas de bate-papo.

Caso os mensageiros eletrônicos como o MSN sejam permitidos na sua empresa, sempre respeite o status da outra pessoa.

Se ela está “ausente” ou “ocupada”, evite mandar mensagens. Como em qualquer situação de diálogo, existem códigos que devem ser respeitados.

Redes sociais como Orkut e Facebook podem dizer muito sobre você, e muitas empresas de RH vasculham esses sites em busca de dicas que possam dizer mais sobre sua personalidade, portanto tome cuidado com comentários infelizes ou com as comunidades em que se inscreve.

E-mail

Seu endereço eletrônico na empresa é para assuntos corporativos. Não o use para fofocas, piadas, correntes ou qualquer coisa que envolva sua vida pessoal.

Sempre tome cuidado com o conteúdo de suas mensagens. Elas são um reflexo do que você é. E tome muito cuidado com erros de ortografia e gramática. É bom reler qualquer texto antes de enviar.

Responda seus e-mails em no máximo 24 horas. Parece ser uma missão impossível para muita gente, mas, acredite, não é, e é mais polido.

Não se esqueça de preencher linha de assunto, senão seu e-mail será desprezado. Além disso, seja claro e explícito na descrição deste assunto.

Se você for enviar um e-mail a várias pessoas que não se conhecem, use o recurso da cópia oculta.

Ler e-mails alheios é considerado invasão de privacidade.

E crie uma assinatura dizendo quem você é, seu cargo e formas de contatá-lo.

MP3, MP4 e câmeras fotográficas

Você não foi contratado para ouvir música e, sim, trabalhar. A não ser que a empresa ou chefia permita explicitamente a utilização de aparelhos de reprodução de música no escritório, é melhor não usar. Nem mesmo fone de ouvido plugado no computador.

Com tantos modelos de celular com câmeras fotográficas no mercado, as pessoas perderam a noção do que é privacidade e quando é permitido usar o recurso ou não.

Em primeiro lugar, nunca fotografe slides de uma apresentação. Não vai cair bem e parece que você está roubando o trabalho alheio.

E dentro do ambiente de trabalho somente fotografe comemorações de aniversário ou outros tipos de festejos.

A utilização de algumas ferramentas tecnológicas exigem a prática de algumas regras de etiqueta e educação

A utilização de algumas ferramentas tecnológicas exigem a prática de algumas regras de etiqueta e educação

Foto: Getty Images

Especial para Terra

‘Netiqueta’, arte que enseña cómo usar las tecnologías en el trabajo

Aunque existan personas que afirmen lograr vivir sin internet o teléfono móvil, en el mundo corporativo esas herramientas son fundamentales para el éxito profesional. Mensajes electrónicos, telefono fijo y celular, etc hacen parte del cotidiano de las empresas y la utilización de estas herramientas requiere cumplir algunas reglas de etiqueta y educación, ya que mucha gente puede considerar “tierra sin dueño”, según la consultora de imagen Lilian Riskalla.

Por eso, reunimos algunas pistas básicas para que usted sea visto como un profesional conciente y maduro, hasta cuando su interlocutor no esté en el mismo lugar que usted.

Al atender o recibir llamadas

Si tuviera que hacer que alguien lo espere en línea, no lo haga por más de un minuto.

Si no puedo atender la llamada o seguir hablando, explique lo que sucede y vuelva a llamar más tarde.

Al realizar una llamada, deje sonar como mínimo cinco veces. Es educado, luego de identificarse, preguntar si es el momento oportuno para la charla y en el caso de respuesta negativa, agende un hor En charlas profesionales, nunca hable fumando o masticando chicle. Llamadas por teléfono móvil

Regla básica e ignorada por la gran mayoría de las personas: no se habla al celular dentro de un ascensor. Nadie es obligado a escuchar su charla.

En almuerzos, cenas o eventos de negocios, no se pone el celular sobre la mesa. Y en eventos, apague el aparato. Siempre.

A nadie le gusta cuando la llamada pasa al correo de voz, pero es la única manera de que la otra persona sepa quien llamó y devolver la llamada.

Mensajes de texto pueden parecer funcionales, pero en temas profesionales no son eficientes. Utilice esta forma de comunicación apenas como recordatórios.

Cuidado con ringtones graciosos, ya sean ruidos o músicas “dudosas”. En el ambiente laboral opte por sonidos neutros.

Pida el celular prestado unicamnete en casos de vida o muerte, bajo ninguna hipótesis atienda el celular de otra persona. Aún cuando la otra persona le de permiso, no es una buena idea.

Internet

En el local de trabajo, la web es exclusiva para temas profestionales. No entre a páginas dudosas, de juegos o chats.

En caso que los mensajeros electronicos como el MSN sean permitidos en su empresa, siempre respete el status de la otra persona.

Si ella está “ausente” o “ocupada”, evite mandar mensajes. Como en cualquier otra situación de diálogo, existen códigos que deben ser respetados.

Redes sociales como Orkut y Facebook pueden decir mucho sobre usted y muchas empresas de RH buscan estas páginas tratando de encontrar pistas que puedan decir más sobre su personalidad, por lo tanto tenga cuidado con comentarios o con las comunidades a que se inscribe.

E-mail

Su dirección electrónica en la empresa es para asuntos corporativos. No la use para chismes, chistes, cadenas o cualquier otro tema que tenga que ver con su vida personal.

Siempre tenga cuidado con el contenido de sus mensajes. Ellas son un reflejo de lo que usted es. Y tenga cuidado con errores de ortografía y gramática. Lea antes de enviar.

Responda sus e-mails como máximo en 24 horas. Parece una misión imposible para mucha gente, pero, crea, no lo es, y es más elegante.

No olvide escribir el tema, ya que su email puede ser ignorado. Además, sea claro y explícito en la descripción del asunto.

Si vá a enviar un e-mail a várias personas que no se conocen, use la herramienta de cópia oculta (cco).

Leer e-mails de otras personas és invadir la privacidad.

Es fundamental crear una firma diciendo quien es usted, su cargo y las vias de contacto.

MP3, MP4 y máquinas fotográficas

Usted no fue contratado para escuchar música y, si, trabajar. En el caso de que la empresa o su jefe permitan explicitamente la utilización de aparatos de reproducción de música en la oficina, es mejor no usar.

Con tantos modelos de celular con camaras fotográficas en el mercado, las personas perdieron el sentido de la privacidad y cuando es permitido usar esta herramienta o no.

En primer lugar, nunca fotografe slides de una presentación. No será bien visto y puede parecer que usted está robando el trabajo de sus colegas.

Dentro del ambiente laboral fotografe apenas festejos de cumpleaños o otras festividades colectivas.

La utilización de algunas herramientas tecnológicas exige cumplir algunas reglas de etiqueta y educación.. Foto: Getty Images

La utilización de algunas herramientas tecnológicas exige cumplir algunas reglas de etiqueta y educación.
Foto: Getty Images

Sete dicas para você não fazer feio em uma viagem de negócio

Claudio R. S. Pucci

Atire a primeira pedra aquele que nunca teve que fazer uma viagem a trabalho e se viu sozinho em uma terra estranha, seja aqui dentro ou fora do país? Especialmente quando vai sozinho, a carga de responsabilidade é enorme, já que você é o único representante de sua empresa lá fora. Ou seja, comportar-se mal está totalmente fora de questão. E com todo o planejamento da viagem, muitas vezes, a etiqueta é completamente esquecida.

» Confira dicas de como fazer uma mala
Assim, em parceria com a consultora de imagem Lilian Riskalla, preparamos sete dicas para você levar em conta antes de fazer seu check-in.

1) Seja autosuficiente

Se você foi convidado por algum cliente, parceiro ou até mesmo a matriz de sua empresa (se for multinacional), não jogue as carga de responsabilidade nas costas do anfitrião.

Faça os preparativos você mesmo, cuidando da reserva dos hotéis, meios de transporte etc. Se o anfitrião, porém, insistir em cuidar de tudo, aceite de bom grado, já que provavelmente ele estará lhe hospedando em algum logal de fácil acesso e trânsito para ambos.

2) Cuidados na escolha dos hotéis

Empresas geralmente têm um departamento para viagens ou alguém responsável pelas reservas, mas atente para o fato que muitas cadeias hoteleiras possuem quartos especiais para executivos com uma estrutura que incluem internet, área para instalação do laptop, telefone habilitado para conferências e também business centers completos. Assegure-se dessa estrutura (quando necessária) antes de fechar o hotel.

3) Quando a reunião acontece no hotel

Se você vai capitanear as reuniões e elas ocorrerão dentro do local onde está hospedado, o mais prudente é fazer uma reserva da sala de reuniões com antecedência e verificar se o hotel tem a estrutura que você necessita (projetor, serviço de catering etc.).

Avise também se haverá a necessidade de reserva de mesas no restaurante do hotel para almoço e/ou jantar.

4) Tempo é dinheiro

Se você for fazer uma viagem de avião de longa duração, programe-se para chegar um dia antes de seu encontro. Com isso você estará descansado, mais apresentável e não corre o risco de atrasar.

Se você tem uma reunião no dia de sua chegada, reserve um voo que lhe dê folga o suficiente para chegar com calma. Nesses casos, o ideal é contratar um serviço de transporte, já que o chofer seguramente vai saber lhe levar ao local da reunião rapidamente.

5) Controlando despesas

Isso já é lugar-comum, mas cuidado com a armadilha do frigobar e do serviço de quarto. Eles podem sair muito mais caro do que você pensa. E lembre-se que em 99% dos casos você vai ter de prestar contas das despesas da viagem à chefia, por isso, organize seus gastos, nunca deixe de solicitar notas fiscais ou recibos, e anote nelas a que se refere a despesa. Vai ser mais fácil de justificá-las depois.

6) O enigma da gorjeta

É de bom tom, especialmente fora do Brasil, dar gorjetas ao funcionários que lhe ajudarem no hotel. Sendo assim, mantenha uma quantidade de notas baixas na carteira.

O esquema é assim: quanto mais trabalhoso ou demorado for o serviço, maior a gorjeta. Não exagere, porém, no valor, ou ficará com fama de tolo ao invés de generoso.

Nos restaurantes dos países estrangeiros é comum dar gorjeta ao garçom (em torno de 15%), mas esse valor não sai na nota fiscal. Verifique com sua empresa a política para isso, pois será despesa não-justificável.

7) Se viajar com o chefe, respeite a hierarquia

Você não precisa ficar todo solicito ou puxando o saco da sua chefia em uma viagem de negócios. Basta a boa educação e o respeito ao cargo dele.

Sendo assim, sempre o posicione no melhor lugar da mesa, abra portas ou permita que ele ou ela sempre inicie a conversação. Com isso, você sutilmente mostra quem manda no negócio.

É importante seguir algumas dicas para não fazer feio nas viagens de trabalho

É importante seguir algumas dicas para não fazer feio nas viagens de trabalho

Confira a arte de se fazer a mala para uma viagem a trabalho


Claudio R. S. Pucci
Se em muitos casos já é complicado arrumar as malas para uma saída nas férias, imagine quando você viaja a trabalho?

A consultora de imagem Lilian Riskalla relacionou algumas dicas fundamentais para que não lhe falte nada.

A principal é, se o clima do destino permitir, use roupas leves de preferências que sejam difíceis de amassar e evite muitas ousadias.

Confira abaixo outros toques importantes na hora de preparar sua bagagem.

1) A escolha de roupas

O ideal é sempre levar camisas e calças que permitam lavagem mais simples que possam ser feitas no próprio hotel
Não deixe de levar um terno, claro!Sempre.
Informe-se do dress code dos profissionais que você vai encontrar e do local também para evitar gafes caso haja algum jantar ou evento noturno.
Não viaje de tênis ou calça jeans com camiseta. Se sua bagagem for extraviada você irá para uma reunião como se estivesse voltando do clube. Use uma calça de  sarja, sapatos semi sociais e camisa ou leve uma roupa mais formal da sua bagagem de mão.
Ainda nos sapatos, você pode viajar com um mais confortável, mas não se esqueça de levar um modelo formal para jantares ou encontros noturnos.

2) Malas e bagagens de mão

Parece óbvio dizer isso, mas malas com rodinhas são melhores.
Escolha uma mala que lhe permita acomodar as roupas de uma maneira que evite que elas amassem muito.

Não tenha medo do ‘escândalo’. Personalize sua mala para encontrá-la mais facilmente na esteira de bagagens, colando um adesivo, usando fitas ou cadeados coloridos. Não se esqueça de ter uma etiqueta com seu nome e dados pessoais.

Na bagagem de mão concentre as coisas que você usa todos os dias, como óculos, remédios e também objetos de maior valor, como máquinas fotográficas e filmadoras.

3) Como arrumar a mala

No fundo da mala, coloque livros, pastas com papéis, catálogos etc. Vão amassar bem menos ali.

Coloque seus sapatos acondicionados em saquinhos individuais nas laterais com as solas viradas para a mala. Para evitar que os sapatos se amassem, rechei-os com meias. Também aí vai a nécessaire.

Coloque sobre os sapatos, as peças íntimas abertas: uma cueca para cada dia de viagem e a roupa de dormir (pijamas), além da sunga ou roupa de ginástica, caso você queira manter a forma na academia do hotel.

Os cintos devem acompanhar as bordas da mala, sem serem enrolados, para que não quebrem.

Em seguida, coloque as malhas, e as camisetas abertas, dobradas na cintura, também no sentido horizontal.

Depois, comece estendendo as calças, deixando as pernas para fora. Vá alternando as posições (perna com cintura, cintura com perna). Gravatas e também ficam esticados em cima.

As camisas sociais devem ser dobradas como nas lojas. Para economizar espaço, guarde as camisas abotoadas com as mangas para trás e dobre numa linha abaixo da cintura.

Dobre as pernas das calças de volta para a mala.

Por cima de tudo vão os blazers, casacos e blusões. Ponha paletó e casacos do avesso, com as mangas para dentro.

Getty Images

O ideal é levar camisas e calmças que permitem lavagem mais simples

O ideal é levar camisas e calmças que permitem lavagem mais simples